Campanha da Fraternidade convoca ao cuidado com os biomas brasileiros

O cuidado com a criação, especialmente dos biomas brasileiros, inspiram a Campanha da Fraternidade de 2017, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Com o tema Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida e o lema Cultivar e guardar a criação (GN 2,15), dá ênfase à diversidade de cada bioma e à criação de relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam, à luz do Evangelho.

Segundo o bispo auxiliar de Brasília, Dom Leonardo Ulrich Steiner, a depredação dos biomas é a manifestação da crise ecológica que pede uma profunda conversão interior. “Ao meditarmos e rezarmos os biomas e as pessoas que neles vivem sejamos conduzidos à vida nova”, afirmou durante a apresentação da Campanha.

O religioso reforçou que a campanha deseja despertar em todos os cristãos a admiração e cuidado pela obra do Criador. Também tem o objetivo de despertar as famílias, comunidades e pessoas de boa vontade para o cuidado da Casa Comum, inspirados na Laudato’ Si.

Para contribuir com as reflexões sobre o tema da Campanha, a CNBB lançou alguns subsídios, sendo o texto-base o principal. Dividido em quatro capítulos a partir do método ver, julgar e agir, o texto-base faz uma abordagem dos biomas existentes, suas características e contribuições eclesiais. Também traz reflexões sobre os biomas e os povos originários, sob a perspectiva de São João Paulo II, Bento XVI e do Papa Francisco. Ao final, são apresentados os objetivos permanentes da Campanha, os temas anteriores e os gestos concretos previstos durante a Campanha 2017. 

Todo o material da CF 2017 está disponível no site das Edições CNBB.

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.