Província recebe Irmãos do Instituto Marista

Nos dias 22 e 23 de maio, a Província Marista Brasil Sul-Amazônia recebeu a visita dos Irmãos Maristas Carlos Alberto Rojas Carvajal (Colômbia) e Mark Omede (Nigéria), respectivamente Diretor e Diretor Adjunto do Secretariado de Missão do Instituto Marista. Após conhecerem a sede das Instâncias Corporativa e Canônica da Rede Marista e também a Estrutura Executiva dos Colégios e Unidades Sociais, eles visitaram o Observatório Juventudes, acompanhados pela equipe do Centro de Pastoral e Solidariedade da PUCRS. O encontro teve como pauta a criação de uma rede internacional de estudos para articular e desenvolver projetos que melhorem a situação de jovens em diversas áreas de atuação pelo mundo. Em seguida, também foram apresentados às dependências do Hospital São Lucas, do Instituto do Cérebro (Inscer) e de algumas unidades acadêmicas da Universidade.


Irmãos visitaram o Observatório Juventudes

O Irmão Provincial e Presidente da Rede Marista, Inacio Etges, acredita que a sinergia entre o Secretariado de Missão e a Província é muito importante. "A visita dos Irmãos Carlos Rojas e Mark Omede nos auxiliam a otimizar esforços e energias em um projeto com metodologias e metas comuns", afirma. O coordenador do Observatório, Maurício Perondi, segue na mesma linha: “acredito que podemos contribuir a partir da experiência coletiva que estamos desenvolvendo no campo das juventudes ao longo dos últimos anos. Parcerias como essa são essenciais, pois hoje o mundo se articula em rede, se fortalecendo internamente e ampliando relações no âmbito externo”, analisa. 

Sobre o Secretariado de Missão

Instância estratégica do Instituto Marista, tem como finalidade colaborar para a construção da missão nos tempos de hoje, respondendo às vozes e os apelos de evangelizar e educar crianças e jovens contemporâneos. Para isso, o Secretariado necessita atuar com criatividade e audácia, à luz do profetismo marista. 

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.